O que a PM de Alckmin quer, manifestação no sambódromo?

protesto em spA manifestação pública é um ato democrático e constitucional. O cidadão tem do direito de se manifestar e o lugar lógico para passeatas são as ruas.

Num estado de direito não existe questionamento sobre o motivo da manifestação. Se é certo ou errado. Quem protesta é porque acha que está no seu direito. Quem discorda também. Então a análise não deve partir da verdade absoluta. Não há.

A manifestação pode ser individual ou em grupo. Ser resultado de uma explosão ou de uma discussão. Ideológica. Ou pontual. Não importa.

A marcha das vadias, a parada gay, a procissão, o encontro dos evangélicos, greves, ou seja, lá o que for, é aberto o espaço urbano. Não se pode nem se deve reprimir o livre direito de expressão. O dizer é independente da faixa etária, cor, credo, opção sexual e nacionalidade. Somos cosmopolitas.

Uma marcha sempre causará transtornos a outrem. As autoridades governamentais estão aí para administrar essa questão. Garantir segurança, organização e minimizar o transtorno.

Se já procederam dessa forma em outras ocasiões, não em todas, por que não tiveram o mesmo comportamento com os estudantes? Por que a manifestação está sendo reprimida com tanta violência?

Pode ser por puro preconceito com a nossa juventude. Aliás, preconceito revivido. Em 1977 o coronel Erasmo Dias, secretário da segurança do São Paulo, durante um ato de repúdio contra a ditadura, pediu às mães que viessem buscar seus filhinhos, pois eles estavam fazendo travessuras. Detalhe: os filhinhos eram estudantes de direito da faculdade do Largo São Francisco, da USP. Evidentemente que as mães não foram, aí o pau comeu solto. Exatamente como agora.

Do mesmo modo que esta triste figura imbecilizava os jovens de então, as autoridades atuais, pelo jeito, ainda têm a mesma intenção.

E, graças a nossa impoluta mídia e suas reportagens, do particular para o geral, sempre, foi adicionado alguns adjetivos aos indignados: o de baderneiros, drogados e quase bandidos. O que não é verdade.

Além do mais, juventude não é sinônimo de idiotia. Ou de alienação. Grandes poetas, escritores, artistas ou cientista surgiram novos. Certo?

No entanto concordo com o Haddad num ponto. Realmente os manifestantes não têm coordenação, nem liderança, por isso não há controle. Faltou discussão política entre eles, o objetivo do protesto não ficou claro, e não houve articulação com outras camadas da população. Isto ficou evidente com o aumento paulatino das reivindicações durante os eventos.

Bem, quanto à violência dos policiais militares não chega a causar espanto. É característica da corporação. A formação dela é herança da ditadura. Não existe diálogo. Comete erro que tenta negociar com a tropa.

Outra coisa, o comandante da PM estabelecer um itinerário para a passeata é querer provocar um confronto. Primeiro porque, como disse o prefeito de SP, não há liderança, portanto não há com quem conversar, depois, passeata não é formação unida e São Paulo não é um imenso quartel.

E, caso os manifestantes fizessem tudo que o oficial pedia, eles iriam acabar no sambódromo ou dentro de um estádio. Tudo ficaria bem, não é mesmo?

Agora, juntemos a incompetência das autoridades em administrar situações críticas, a falta de articulação e maturidade dos organizadores do protesto e o despreparo da polícia num mesmo caldeirão… o que teremos? Uma grande explosão.

Não, não é assim, como diz minha esposa, que se trata as pessoas. Faltou respeito e dignidade.

Tropa de choque. Carga de cavalaria. Bombas de gás. Espancamento. É peculiar a um regime de exceção. Democracia exige mais democracia. Diálogo e mais diálogo. Tem que saber conviver com os contrários. Com o contraditório.

Parem de bater. Garantam, isso sim, o direito de se manifestarem. Imediatamente.

Anúncios

Qual a sua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s