Os dez livros mais lidos pelos detentos.

biblioteca na penitenciáriaAproveitando que hoje se inicia o julgamento de 26 PM’s acusados de assassinar 73 detentos no caso que ficou conhecido como “massacre do Carandiru” divulgo a relação dos livros mais lidos em 2012 pelos presos nas penitenciárias federais do Brasil, segundo do Departamento Penitenciário Nacional. Não tem relação uma coisa com a outra. Mas vale lembrar: nem tudo está completamente perdido no mar de atrocidades do sistema prisional.

São eles:

A menina que roubava livros – Markus Zusak
O menino do pijama listrado – John Boyne
O caçador de pipas – Khaled Hosseini
Nunca desista dos seus sonhos –Augusto Cury
Apanhador no campo de centeio – J. D. Salinger
O futuro da humanidade – Augusto Cury
A cabana – William P. Young
O vendedor de sonhos – Augusto Cury
Os espiões – Luis Fernando Verissimo
O pequeno príncipe – Antoine de Saint-Exupéry

O livro A menina que roubava livros foi a obra mais lida pelos detentos dos quatro presídios federais de segurança máxima existentes no país, de acordo com levantamento feito pelo Departamento Penitenciário Nacional, órgão do Ministério da Justiça. O best-seller conta a história de uma ladra de livros que é perseguida pela Morte, mas sempre consegue escapar.
O menino do pijama listrado e O caçador de pipas ficaram em segundo e terceiro lugares, respectivamente, entre os detentos dos presídios federais de Campo Grande (MS), Catanduvas (PR), Porto Velho (RO) e Mossoró (RN).

Pelo projeto Remição pela Leitura, o preso tem de 21 a 30 dias para ler uma obra literária e apresentar, ao final deste período, uma resenha. A cada livro, o interno pode diminuir quatro dias de pena. Ao final de até doze obras lidas e avaliadas, pode remir, no máximo, 48 dias por ano. Cada penitenciária tem 124 livros comprados exclusivamente pelo projeto e também recebe doações.

Agora vejam a relação dos livros mais lidos em 2012 fora do muro das penitenciárias. Fonte: Publishnews.com

Cinquenta tons de cinza – E. L. James
Cinquenta tons mais escuros-  E. L. James
Nada a perder – Edir Macedo
Cinquenta tons de liberdade – E. L. James
Agapinho – Padre Marcelo
O x da questão – Eike Batista
A guerra dos tronos – George R. R. Martin
Nietzsche para estressados – Allan Percy
Jogos vorazes -Suzanne Collins
A escolha – Nicholas Sparks

Confesso uma coisa, como leitor contumaz: dos dez livros escolhidos pelos detentos  li 8. Por livre e espontânea vontade.  Enquanto dos mais-mais do mundo comum não me interessei por nenhum.

Sabe o que significa? Que meu gosto literário, 80 % pelo menos, tem mais a ver com o dos detentos do que com o do cidadão comum.

Diz-me o que lês e te direi quem tu és.

Anúncios

Qual a sua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s