Raul Seixas, o profeta, e as redes sociais.

raul seixasO Profeta Raul Seixas certa noite teve um sonho, disse que era um sonho de sonhador, de maluco. Não é bem assim meu caro LUAR. O seu sonho parecia um sonho. Hoje está perto de virar realidade. Tenho um sonho, você sonha o mesmo sonho, o sonho se torna realidade.

As redes sociais tornaram seus sábios versos desejosos em possibilidades concretas. Manifestações, Black Blocs, Rolezinho, Occupy, Indignados. Encontros e relacionamentos. Para o bem ou pra mal. Estão abertas portas do universo. De um mundo sem líderes. Com outro viés. Anárquico.

Quem sabe consigamos um dia parar o mundo. Um protesto acima do protesto. Um basta. Um chega. Um novo sistema de convivência. Uma explosão de ideias e debates e alucinações. Sem imposição e prepotência. Nem ingerência, mesmo de ET´s. Momento de reflexão. De comprimentos. De abraços. E beijos. A mãe com sua filha. O pai com seu filho. A filha com os irmãos. A amiga com amigos.  A vida com perfume. A rosa com o cravo, sem briga, sem tapa.

 

O Dia em que a Terra Parou

Essa noite eu tive um sonho
de sonhador
Maluco que sou, eu sonhei
Com o dia em que a Terra parou
com o dia em que a Terra parou

Foi assim
No dia em que todas as pessoas
Do planeta inteiro
Resolveram que ninguém ia sair de casa
Como que se fosse combinado em todo
o planeta
Naquele dia, ninguém saiu de casa, ninguém ninguém

O empregado não saiu pro seu trabalho
Pois sabia que o patrão também não tava lá
Dona de casa não saiu pra comprar pão
Pois sabia que o padeiro também não tava lá
E o guarda não saiu para prender
Pois sabia que o ladrão, também não tava lá
e o ladrão não saiu para roubar
Pois sabia que não ia ter onde gastar

No dia em que a Terra parou (Êêê)
No dia em que a Terra parou (Ôôô)
No dia em que a Terra parou (Ôôô)
No dia em que a Terra parou

E nas Igrejas nem um sino a badalar
Pois sabiam que os fiéis também não tavam lá
E os fiéis não saíram pra rezar
Pois sabiam que o padre também não tava lá
E o aluno não saiu para estudar
Pois sabia o professor também não tava lá
E o professor não saiu pra lecionar
Pois sabia que não tinha mais nada pra ensinar

No dia em que a Terra parou (Ôôôô)
No dia em que a Terra parou (Ôôô)
No dia em que a Terra parou (Uuu)
No dia em que a Terra parou

O comandante não saiu para o quartel
Pois sabia que o soldado também não tava lá
E o soldado não saiu pra ir pra guerra
Pois sabia que o inimigo também não tava lá
E o paciente não saiu pra se tratar
Pois sabia que o doutor também não tava lá
E o doutor não saiu pra medicar
Pois sabia que não tinha mais doença pra curar

No dia em que a Terra parou (Oh Yeeeah)
No dia em que a Terra parou (Foi tudo)
No dia em que a Terra parou (Ôôôô)
No dia em que a Terra parou

Essa noite eu tive um sonho de sonhador
Maluco que sou, acordei

No dia em que a Terra parou (Oh Yeeeah)
No dia em que a Terra parou (Ôôô)
No dia em que a Terra parou (Eu acordei)
No dia em que a Terra parou (Acordei)
No dia em que a Terra parou (Justamente)
No dia em que a Terra parou (Eu não sonhei acordado)
No dia em que a Terra parou (Êêêêêêêêê…)
No dia em que a Terra parou (No dia em que a terra
parou)

http://www.youtube.com/watch?v=i3MyxFpFbvA

Anúncios

Uma resposta em “Raul Seixas, o profeta, e as redes sociais.

Qual a sua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s