Um exemplo de mau jornalismo.

protesto rodoanelEUA, a polícia matou um rapaz suspeito de roubo. A população se revoltou. Por quê? Testemunhas afirmaram que o jovem já estava rendido quando atiraram nele e que só procederam dessa forma porque ele era negro. Houve, então, manifestações e quebra-quebra. O noticiário mostrou a foto do policial, da vítima. Entrevistaram as testemunhas, os familiares e as providências tomadas pelas autoridades.

Brasil, 25 de Novembro, os policiais prenderam um suspeito de estupro. A população se revoltou. Por quê? Não sabemos. Mas houve manifestações e quebra-quebra. Interromperam o trânsito e incendiaram caminhões. Fim da reportagem.

No caso brasileiro a matéria não informou nada, absolutamente nada.  Quem é o preso, por exemplo. De que forma foi abordado. Como chegaram a ele. Seus antecedentes. O porquê do protesto.

O telespectador foi tratado como se idiota fosse. Com descaso.

Pois, ninguém faria manifestação porque um estuprador foi detido. Isso é um absurdo. O estuprador é considerado o lixo, do lixo, do lixo. No presídio eles são separados dos demais. E na primeira oportunidade são assassinados.

Evidentemente que as manifestações foram por outros motivos. Quais? Nunca saberemos por que a reportagem só serviu para criminalizar ainda mais o povo da periferia.

E desse modo a mídia vai levando, manipulando, discriminando e informando conforme interesses.

Anúncios

Essa investigação da Petrobrás está uma bagunça.

confusaoEssa investigação da Petrobrás está uma bagunça. Falta pulso firme dos três poderes.

Delegados federais e juiz tomados pelo ódio ao PT, ao Lula e à Dilma metem os pés pelas mãos. Não raciocinam direito. Tresloucados, trabalham pelo impeachment  da presidenta. Vazam informações sigilosas. Não estão nem aí para o andar da carruagem.

Assim não, camarilha.

Alguma autoridade  precisa dar um banho de água fria nesses lunáticos. Trazê-los de volta a realidade. E lembra-los: vocês, polícia e juiz, são os mocinhos dessa história. São assalariados de um povo que quer justiça sim, mas não ao preço de mentiras e manipulações.

E dizer: os senhores precisam ter calma. Calma. Calma. Calminha. Pensem friamente e logicamente. Só assim  chegarão à verdade, não é mesmo? E apenas cumpram o que determina a lei. Prender corruptos e corruptores será consequência de um trabalho bem feito, não é mesmo?

O impeachment só o congresso pode dar, entenderam? Cada um na sua função, certo?

E depois dessa explicação básica, pô-los no colo e nina-los: “Boi, boi, boi… boi da cara branca, pega essa menina que tem medo de carranca…”.

As autoridades escolhem:  ou tratam os delegados e o juiz Moro dessa maneira infantilizada ou então se espelhem no Conselho Nacional do Ministério Público. Soube do golpismo do promotor Davy Lincoln Rocha, do Ministério Público em Joinville, Santa Catarina, afastou-o por 90 dias.

Por quê da punição? O dito cujo simplesmente sugeriu uma intervenção militar no país em carta dirigida aos oficias das forças armadas, elogiando 64 e chamando os atuais comandantes de frouxos. Aí não cara-pálida.

Há um dito popular que diz: o apressado come cru e quente.  

E os apressadinhos vazaram para a imprensa (pra quem mais seria, não é verdade?) que o atual diretor da Petrobrás, José Carlos Cosenza,  estaria envolvido no esquema de corrupção.

Mentira.  Menos de 24 horas depois do vazamento tiveram que desmentir. Foi um erro, disse o delegado.

Mas infelizmente caro policial o estrago estava feito. Saiu em todos os meios de comunicação. Jornal, rádio, televisão e semanário.

Cosenza foi jogado aos vampiros sedentos de sangue, de forma covarde.

E agora, como fica a reparação à imagem do diretor? Quem irá pagar pelos constrangimentos sofridos por ele e pela sua família? Pelos danos morais?

E quantos erros mais estão cometendo essa turma neste exato momento em nome do impeachment?

Quantas inverdades mais serão fabricadas tentando envolver a presidenta?

 Na idade média era o inquisidor. A mãe de todas as provas era a confissão. Pra se chegar a ela torturava-se.

No século XXI é o juiz parcial. A mãe de todas as provas é a delação premiada. E ameaçar de prisão os familiares do réu virou pratica comum.

Mas evoluímos. Chegamos ao “Domínio do Fato” que, interpretado a bel-prazer,  condena sem provas.

Com essa ferramenta, os Torquemadas derrubariam reis e papas.

Bem, voltando à bagunça da investigação, ela é proposital  e tem objetivos claros: evitar a condenação dos tais bilionários presos e envolver politicamente o governo do PT.

Impeachment da presidenta e liberdade aos corruptores, que  por acaso são amigos, unha e carne, da massa golpista. É a glória!

O governo tem como evitar o golpe, basta coragem. 

Os legalistas esperam uma atitude firme.

A democracia agradece.

O golpe vem à galope, montado num cavalo paraguaio.

golpe na DilmaO golpe vem à galope, montado num cavalo paraguaio.

Os golpistas atuais usam os mesmo argumentos, os mesmos motivos e as mesmas armas que utilizaram nas três tentativas golpistas da nossa recente história política.

Primeira tentativa foi contra Getúlio Vargas e o trabalhismo. Coisa de comunista.

Segunda tentativa contra JK. O sujeito era  financiado pelos  comunistas (não havia o bolivarianismo na época). Os alucinados de então afirmavam: não pode ser eleito. Se for, não pode assumir. Se assumir, não pode governar.

Getúlio e JK se livraram dos golpistas. Um com o suicídio e o outro com apoio do marechal Lott.

Na terceira tentativa obtiveram êxito. Golpe de 64. Jango deposto. E o país mergulhado em 21 anos de escuridão e retrocesso.

Os personagens novelescos / golpistas se repetem.

Os mortos ressuscitaram. O finado Carlos Lacerda está incorporado na figura quixotesca e caduca de FHC. A UDN rediviva no PSDB.

A PF e MP, com seus delegados e promotores partidários do golpe, transbordando de ódio, investigam tendenciosamente. Vazam o que lhes convém e esconde o que desfavorece ao golpe.

A mídia, de posse dessas informações filtradas, amplifica, reproduz e, se necessário for, manipula as mesmas. Transformando mentiras em verdades. E, simples marginais em heróis da nação.

O juiz, sabujo até a raiz do cabelo, dá o aspecto de legalidade. E os políticos interesseiros jogam a pá de cal. Coveiros que são.

Os golpistas, sejam eles do bilhete premiado, da casa própria, do baú, da moto no exterior, do carro, do empréstimo, da aposentadoria, do golpe de estado têm duas coisas em comum: sempre formam uma quadrilha e não tem criatividade alguma.

A lógica de qualquer golpista?  Caem os trouxas, os incautos, os odiosos, os hipnotizados e os que se acham inteligente demais da conta .

Criar algo novo, para essa turma golpista-estúpida, dá uma preguiça danada. Além do quê para esse bando de cretinos o povo é bobo, tolo, abestado e abobalhado. São o que William Bonner chama de “Homer Simpson”.  Acreditam em tudo que a Globo disser.

Então, basta às futuras possíveis “vítimas” ( o governo Dilma)  reagirem contra. Serem criativas. Pensarem. Agirem. Não é difícil.

Pois, não há surpresa nos próximos passos dos golpistas-cretinos. É mais tranquilo derrota-los.

A democracia e a república agradecem.

Ascensão Social custa R$ 18,00 por mês.

Beneficiarios_deixam_Bolsa_Familia_voluntariamente1Destinado ao bolsa família: R$ 24.000.000.000,00(2013)

Total de brasileiros na classe média: 108.000.000 (2013)

Custo por pessoa: R$ 222,00/ano ou R$ 18,00/mês (2013)

Brasileiros beneficiados: 38.000.000

É de 18 reais por mês que estão reclamando? Que chamam o BF de bolsa-esmola? De bolsa vagabundo?

E se o governo federal  devolvesse esse dinheiro? Aplacaria os ânimos dessas pessoas? Esses indignados ficariam satisfeitos? Dormiriam menos raivosos?

Além do mais, há impostos federal, estadual e municipal.

Se o prefeito pegasse o orçamento da cidade e criasse programas beneficiando outro munícipio entenderia os reclamos.

Se o governador deslocasse parte do dinheiro para outro estado e fizesse o mesmo também compreenderia.

Mas o imposto federal é da federação. É do Brasil.

Desdizem do BF e doam ao “Criança Esperança”.

Protestam contra o “Mais Médico” e elogiam os “Médicos sem Fronteiras”.

Só o deus egoísmo para explicar esses comportamentos.

Aécio Neves perdeu porque deixou FHC falar .

urnaO PSDB não aprendeu nada com a derrota nas urnas. Imaturos na convivência democrática, não aceitam o resultado .

Alucinados pela volta à presidência dão corda aos lunáticos, fanáticos, “coxinhas” da direita golpista. Se não se unem a eles declaradamente, também não os reprovam. “Deixa estar, pra ver como é que fica”, não é mesmo?. 

Quem sabe não sai um impeachment. Quem sabe diante do caos os militares intervenham e entronizem o Aécio. Quem sabe um atentado contra a vida de Dilma ou do Lula. Quem sabe o congresso pressionado… Quem sabe o TSE… Quem sabe o STF… Sonham os tucanos.

Parece loucura? Mas alguém espera outra coisa dos filhotes dos Bolsonaros, do Malafaias, dos Lobãos, dos Rogers,  das Sheherazades, do Dados Dolabela e de tantos outros, que não esses descritos acima?

É lastimável a omissão dos tucanos diante de passeatas pedindo intervenção militar.

Perderam totalmente a noção de suas origens e de quanto o país necessita de dirigentes maduros e comprometidos com os valores republicanos.

A democracia brasileira vive sob a espada de Dâmocles.

Aécio Neves deveria vir a público e falar não ao golpismo.

No entanto fica em silêncio. Põe fogo e espera.

É mal perdedor, age igual criança mimada a quem lhe tiram o brinquedo. Chora. Reclama. Faz birra. Xinga. Esperneia. Exige: “Eu quero a presidência”. Não importa os meios ou as consequências.

Não é de se estranhar tal atitude. Pela primeira vez na vida viu um dos seus desejos não realizados. Está em estado de choque, pois, sempre teve tudo o que quis, na hora que quis, sem ter mérito ou precisar trabalhar. Bebeu da fonte do mandonismo. Casa grande e senzala.

Ainda não digeriu os resultados das urnas. Pede recontagem, auditoria e o que mais sugerirem. Incentiva as patéticas manifestações.

Mas compreendo seu inconformismo.

Tinha toda a mídia a trabalhar por ele. A Veja então, nem se importou em mentir descaradamente. A revista tornou-se o “Boi-de piranha”, eco da imprensa hegemônica.

Marina Silva, Malafaia, com seu exército de evangélicos, a família do finado Eduardo Campos, o PSB, abandonando o discurso socialista, todos o apoiaram.

Então, o que aconteceu?

Deve estar se perguntando: mesmo com tudo isso, por que é que perdi?

Quem procura razão pela derrota e não olha o próprio umbigo está atirando para o lado errado.

Aécio Neves perdeu porque levou o FHC para o palanque.

Perdeu porque deixou essa mistura de Ofélia ,“só abro aboca quando tenho certeza”, com a Magda, do extinto Sai-de-Baixo, falar.

FHC chamou de ignorante quem votou ou vota na Dilma. Simplesmente ofendendo mais da metade da população brasileira.

Jogou os indecisos no colo do PT. E uma semana antes da votação sumiu. Como disse certa vez Romário sobre o Pelé: calado é um poeta. O mesmo vale para o Fernando Henrique Cardoso.

Ao menos o Neves poderia ter inquerido ao Serra e ao Alckmin porque eles esconderam o FHC durante suas  campanhas  à presidência.

A prepotência não deixou.

No entanto, a males que vem para o bem.

FHC, sem querer, salvou o Brasil dele mesmo.