O ódio explícito a José Dirceu.

jose dirceu“Você vai conseguir vencer essa! Força AVC!!”

“Estamos juntos AVC. Não mata não por favor, só deixa ele vegetativo, cagando na cama.”

“Morre que passa.”

“#SomosTodosAVC”

“O demônio tá vindo buscar!”

“A Dilma leva vantagem pois como não tem cérebro nunca vai ter AVC!!!”

“Que morra e volte para buscar Dilma e Lula.”

Essas são algumas observações postadas por elementos da sociedade brasileira, após José Dirceu ter sofrido um AVC.

Além de lastimável, há algo de espantoso ou surpreendente nestas manifestações de ódio explicito ao ex-ministro da Casa Civil? Alguém se choca com essas frases obscenas? Claro que não, pois Dirceu foi eleito a dedo para ser o bode expiatório de todo o processo 470. Ele foi o depositário de todo rancor destilado pela mídia.

Não podemos nem culpar esses caras que escreveram essas ignomínias. Eles vomitaram o que lhes foi impingido goela abaixo.  Eles são o reflexo raivoso com que a mídia tratou o caso conhecido como “mensalão”. Dessa forma simplista sim. E culpando o tratamento dado pela mídia.

Abusando de todos os embustes possíveis a imprensa foi criando um sentimento de asco entorno dos envolvidos no processo 470 de que dificilmente algum dos condenados conseguirá sair.  Pois é sabido, bem antes de começar o julgamento José Dirceu já estava condenado pela Globo.

E o poder de influência desses meios de comunicação é tão avassaladora que os ministros do STF se viram pressionados pela opinião pública, ou melhor, pela opinião “publicada” a condená-los. Foi um linchamento midiático. A espetacularização da carnificina, digna de gladiadores da antiga Roma.

Joaquim Barbosa, o mais vaidoso entre os vaidosos, dançou conforme a música lhe era apresentada. Ele tinha que condenar o Dirceu. Mas como, se só havia indícios? O supremíssimo então apelou inescrupulosamente para a teoria do “Domínio do Fato”. Manipulou e interpretou de tal forma a teoria que, pelo menos no Brasil, já pode ser considerado lei. Conseguiu o que a Globo queria, condenou Dirceu.

Mas o apenamento  à prisão não apaziguou a imprensa, sedenta de sangue.  O pior vinha sendo construído há muito tempo: o ódio.

Ao Dirceu não é valido à máxima: “pagou o que devia à sociedade”. Ele será sempre perseguido. Odiado.

Se questionados a respeito dessa cólera, muitos dos que escreveram responderão superficialmente: é ladrão corrupto, sem qualquer preocupação ou outro tipo de argumentação.

Porque o ódio esparramado pela mídia cega. Paralisa o cérebro. Robotiza as atitudes.  A cegueira é objetivo final desses meios de comunicação. As verdades serão sempre as suas.

Por isso muitos dos manifestantes de 2013 ficaram conhecidos como coxinhas. Eles foram os robôs, os fantoches da Globo. Guru, mestre e dono de suas opiniões.

Só a regulamentação da mídia para despertá-los do estado letárgico a que foram jogados.

Anúncios

Qual a sua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s