Gilmar Mendes dá seus pareceres sobre o Lula baseado no filme “Minority Report”.

ulisses e a constituiçãoGilmar Mendes suspendeu a posse de Lula como ministro da Casa Civil e ainda devolveu o caso para o “juiz” Sérgio Moro.

Motivos alegados: “O objetivo da falsidade é claro: impedir o cumprimento de ordem de prisão de juiz de primeira instância. Uma espécie de salvo conduto emitida pela Presidente da República”, afirma Gilmar na decisão.

“Pairava cenário que indicava que, nos próximos desdobramentos, o ex-Presidente poderia ser implicado em ulteriores investigações, preso preventivamente e processado criminalmente. A assunção de cargo de Ministro de Estado seria uma forma concreta de obstar essas consequências. As conversas interceptadas com autorização da 13ª Vara Federal de Curitiba apontam no sentido de que foi esse o propósito da nomeação”, diz o ministro em outro trecho

Bem, o cara fez barba e cabelo.

Lula, Dilma, PT, povo brasileiro que não tira “selfi” com PM, que não agride quem está de amarelo, ou de azul, ou de branco, ou de qualquer outra cor, que não come  file mignon dado pela FIESP, que não anda de graça no metrô em dia de manifestação, que sabe que a Globo é golpista, que Moro deve ser preso lhes digo: Gilmar Mendes é inimigo, repito: I-NI-MI-GO do estado de direito, do Lula, de qualquer pessoa da esquerda, da democracia, da justiça e da república.

Joaquim Barbosa escancarou o lado bandido de Gilmar quando num entrevero com o  supremíssimo disse : “eu não sou um dos seus capangas de Mato Grosso”. Lembram-se? Pois é, o ministro ficou quietinho. Então só tem capanga quem é bandido, certo?

E a mídia golpista, já sabedoura da sentença desfavorável ao governo, tentou amaciar a carne da população. Jornalistas hipócritas. “Olha o Gilmar tem ódio do Lula, e do PT mas ele é reconhecidamente uma cara legalista, age segundo as leis”. Mas a maioria desses apresentadores esbravejaram quando o cara concedeu “habeas-corpus” para  o Abdelmassih e o estuprador contumaz fugiu. Ou muitos, sem serem esses vendidos, se indignaram quando o mesmo ministro concedeu outro HC, que muitos apelidaram de canguru, num final de semana, em menos de 24 horas, para o banqueiro Dantas.

E se mesmo assim tem que ache que o cara age com imparcialidade vejam as palavras ditas pelo magistrado: “O objetivo da falsidade é claro”. Pronto já julgou falso o Lula, a Dilma e o ato. Por que da falsidade? Por que “claro”? Ora esse é o palavreado usado pelos  bebedores de champagne.

“…poderia ser implicado em ulteriores investigações…”  poderia, poderia!  O que é isso Gilmar? Virou vidente, cartomante? O cidadão espera mais do que isso de um ministro. “Poderia” é argumento do Pedro Bial no BBB.

“… assunção de cargo de Ministro de Estado seria uma forma concreta de obstar essas consequências”. Outra vez um mesmo tempo de verbo “seria”. “Seria”? É um engana trouxa? Argumento da turma do panelaço. Não serve pra nada.

“apontam no sentido de que foi esse o propósito da nomeação”. Fugir do Sérgio Moro. Eita pobreza de espírito do supremíssimo. O Lula Fugir? Fugir pra onde e de quem? Desse juiz de primeira instância? Se liga supremíssimo. Vocês golpistas querem é culpabilizar o proto-fascista do Moro pelo que possa acontecer ao país. Só porque ele não tem capacidade intelectual e está deslumbrado com o mundo que lhe oferecem vocês  fazem isso com o pobre rapaz. Isto é canalhice. Mas aí é problema do Sérgio, se ele aceita ou não ser o fantoche da vez.

Porém a consequência mais séria dessa atitude insana do Gilmar é ele apequenar o STF perante a opinião pública e desqualificar seus colegas. Isto é gravíssimo. E os outros ministros vão permitir esse disparate?

Gilmar Mendes volte à realidade. Pare de assistir  “Minority Report”. Aquilo  é um filme de ficção. Não se antecipe aos fatos. O Brasil espera muito mais do que esses argumentos de um membro da Supremo Tribunal Federal.

Gilmar Mendes vem demonstrando sua partidarização. Assumindo definitivamente uma postura pró-glope. O que é lastimável. Este senhor se tornou “uma espécie” de profeta do caos. Quanto pior, mellhor. 

Mas nada como um dia após o outro. E como cantou de Chico Buarque: “…amanhã vai ser outro dia, amanhã vai ser outro dia…”.

E o Amanhã da canção pode ser segunda-feira agora. Se Deus quiser.

Anúncios

Qual a sua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s