A mídia criou e semeou o ódio. Não deixou espaço para reconciliação. E nem era a ideia. E agora?

ClausewitzGeneral Clausewitz

Usando uma máxima do mundo empresarial: um negócio só é bom, quando é bom para os dois lados.

Se pegarmos esse ensinamento e adaptarmos ao momento atual político veremos que não há condições para um acordo. As portas se fecharam.

Se a Dilma Rousseff sair, a parte que a defende não aceitará. Se ela for reconduzida ao cargo, a outra banda da população também não aceitará.

Esta é a grande questão.

A mídia criou e semeou o ódio. Não deixou espaço para reconciliação. E nem era a ideia.

E agora chegou o momento de colhermos o que a Globo, Aécio, FHC, corruptos, canalhas em geral e outros inconsequentes plantaram.

O ódio de alguma forma tem que ser expurgado.

Ele está latejante. Pronto a explodir.

Guerra?

Talvez uma guerra civil seja o cenário mais plausível. Compreensível, quando os outros meios falharam.

Nos embates há uma descarga da raiva. Mortes, dor, sofrimento, destruição e o cansaço pelas longas batalhas apontam caminhos.

Se houver um equilíbrio de forças a saída é a negociação. Se não, haverá massacre e submissão.

Karl von Clausewitz (1780-1831) definiu a guerra como a “continuação da política por outros meios”.

Ou então, a parte que defende a democracia, o estado de direito aceita o golpe e se submete aos ditames dos usurpadores. E cada um vai tocando a vida como der.

Voltaremos, então, aos currais, às senzalas e deixaremos a quadrilha tocar o país como bem lhe prover.

E tome novela, Faustãos e Hucks, Suzanas Vieiras, Alexandres Frotas, Ultrajes, Gentilis e Lobões.

Aliás, é com esse conformismo da população que a elite conta para impor sua agenda.

Conformismo longamente martelado na cabeça dos brasileiros.

A falta de consideração com o povo é a marca registrada desses calhordas.

Neste cenário, desanimador, andaremos de cabeça baixa por muito tempo.

Cabe às grandes lideranças escolherem o caminho.

Lula está em suas mãos o destino da nação! Ou você cria guerreiros dignos ou manadas.

Não pode ter medo.

Já tivemos vários golpes. Um se matou, o outro fugiu do embate e temos uma que resolveu brigar pelos meios legais.

Falta agora um que resolva brigar.

A violência é uma saída, como preconizou Maquiavel.

Anúncios

Qual a sua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s