Lula só será salvo do aniquilamento se houver eleições diretas.

Após a condenação sem provas do ex-presidente Lula o lorpa do Moro confisca seu dinheiro e bens, deixando-o à míngua.

Do jeito que foi feito o arresto aparentemente o “banestado” Moro se arrependeu da própria sentença e quis mostrar aos seus cupinchas que tem o que todos sabem que não tem: competência, coragem e equilíbrio.

Acontece muito com pessoas inexperientes ou maldosas. O sujeito realiza uma tarefa de forma atabalhoada, amadora e com displicência. Quando confrontado, percebe a “burrada”. Correndo, tenta concertar. Aí é tarde demais.

É o caso do mussolini de Curitiba. Como explicar que o “chefão da quadrilha”, maior corrupto surgido nos úlimos 500 anos pegou 9 anos, enquanto outros, tipo José Dirceu e o almirante Othon Luiz Pinheiro, tiveram penas bem maiores? A conta não fecha. A emenda ficou pior que o soneto.

Não importa o montante confiscado, a atitude do juíz fala por si só. É um chicaneiro, conforme Eugênio Aragão.

Bom, mas isso é discussão para juristas e homens da lei.

O que transparece para o cidadão comum é que os canalhas não descansarão enquanto não verem o Lula aniquilado. Não importando os meios utilizados.

O Estado, usurpado pela quadrilha, fez o que jamais poderia fazer: declarar guerra a um único cidadão.

A direitistas velhacos sabem que Luiz Inácio Lula da Silva é o úlimo obstáculo que os impede de assumir o comando definitivo da nação, de implantar o projeto ultra neoliberal. Ele é a consciência a persegui-los. E por isso desejam destruí-lo de modo definitivo. Preconceito, raiva, ódio acompanham cada gesto dos fascínoras.
Não estão conseguindo. Calcularam que seria fácil. Erraram, feio! Lula está vivo e forte. E cada vez mais líder nas pesquisas de intenção de votos. E o PT tem a preferência do eleitorado, para desespero dos fascistas.
Mas, sabem como é que é: “água mole em pedra dura tanto bate até que fura”. Lula é o Lula porém as forças democráticas tem que apoiá-lo e protegê-lo neste momento de crise política, institucional.

E de que forma podemos ajudá-lo?

Saindo às ruas. Protestando. Não dando trégua ao golpismo. E, questão fundamental, exigindo eleições diretas. O mais rápido possível. O tempo é inimigo da democracia.

Pois, Lula eleito é garantia que as maldades impostas ao povo será desfeita. E não só isso, o ex-presidente terá 4 anos para “preparar” uma nova liderança ligada às esquerdas com reais chance de ganhar um futuro pleito eleitoral. Algo que, convenhamos, poucos podem conseguir.

Existem dois caminhos para as eleições. Via congresso ou STF.

Se for através do congresso este terá que aprovar uma PEC que permita eleições antecipadas.

E se for pelo Supremo este terá que julgar um mandado de segurança impetrado pela defesa de Dilma solicitando a anulação do impeachment e a consequente recondução dela ao poder. A Dilma Rousseff voltando terá que chamar imediatamente eleições, resguardando Lula do aniquilamento, e enquanto isso ela desmonta o projeto de entrega do país. Processa os golpistas. E restabelece o Estado de Direito.

Lembrando, os ataques que a população vêm sofrendo procedem de vários pontos então devemos também diversificar os embates.

É urgente gritar pela anulação do golpe, por diretas, exigir o julgamento do MS pelo STF e assinar a ação popular que pede a volta de Dilma ao cargo de presidenta. O Brasil é maior que qualquer picuinha.

Anúncios

Qual a sua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s