Lula tem que pedir asilo político. Preso, ficará incomunicável.

Lula tem que pedir asilo político.  E de onde estiver continuar a resistir, resistir e a resistir. E falar, falar, falar e falar muito! Denunciar a safadeza, a hipocrisia e a maldade dessa quadrilha que tomou conta do poder. Preso ficará incomunicável. O poder da sua oratória é seu maior trunfo.

Aqui não há mais nada a fazer. Não adianta apelação nenhuma, em nenhuma instância. A justiça já mostrou de que lado está. Ela se tornou um campo minado para os progressistas.

Não devemos esquecer, o judiciário é um poder representativo da burguesia fétida. Esta classe odeia o povo, tem nojo de pobre, preto, prostituta e do PT. Vejam como são tratados os periféricos sociais. Morrem assassinados cerca de 60 mil pessoas por ano. 99 % são da camada desprivilegiada. Estamos num processo de genocídio faz tempo.

Se Lula se deixar ser preso ele será humilhado e esculachado em praça pública. Algemas nas mãos e nos pés. E, em vez de tornozeleira, uma pescoceira. E, como o Hannibal Lecter, do filme Silêncio dos Inocentes, ficará exposto com uma focinheira, pra evitar que ele fale. Aí então os velhacos gozarão de prazer, ejaculando no deserto estéril de suas vidas medíocres.

E como num castelo de cartas todas as outras figuras da esquerda cairão. Uma por uma. Dilma, José Dirceu, Jacques Wagner, Gleise, Lindbergh, Haddad… Até não restar mais ninguém. A “caça as bruxas” estará completa.

Depois voltarão suas armas para população desprotegida. Vingança total.  E o genocídio será legalizado. E as organizações, coletivos, agremiações perseguidas. O século XIX nos aguarda. Lei do ventre livre na cabeça.

Mas, assim que Lula se asilar ou ser encarcerado, Dilma Rousseff terá que chamar para si a responsabilidade de reconduzir o país a normalidade. Será ela ou ela. Apoio tem. Combativa, corajosa, destemida ela é. Não estar sentada no palácio, em vista da atual conjuntura, não significa absolutamente nada. O poder lhe foi dado pelo povo, só ele pode retirar. O resto é balela. Sua postura será essencial nesse momento delicado que a nação passa. Então, já assumindo a pauta de lutas, convocar o povo a defender a democracia. Convocar o povo a defender seus direitos. Convocar o povo a combater os golpistas. Chamar um levante contra o estado de exceção instaurado no Brasil.

População na rua. Desobediência civil. Gritos, protestos e greves. O calçamento foi feito de sangue, suor e lágrimas.

A presidenta em algum momento será também condenada e presa. Agir imediatamente é primordial.

Se a burguesia fedorenta tem ódio secular dessa desprotegida, discriminada camada social, não será com discursos e belas palavras que este estado de coisa mudará. Se não for por bem, será por mal.

Agora, ficarmos inertes, como parvos, vendo o aniquilamento do país, corruptos no poder, nossos direitos retirados é o pior dos cenários.

Então, seria melhor que Luis Inácio Lula da Silva trabalhasse com essa hipótese do asilo. Para ele e família. Não é vergonhoso, nem demonstra covardia. E a decisão seria sua e não dos golpistas. Porém a angústia, a tristeza e indignação seriam nossas. Creio ser uma das opções menos traumática.

Outra coisa. É duro ver uma pessoa que tanto fez pelo povo brasileiro atrás das grades. E sem ter cometido crime algum.

Condenado, sim, por incentivar os estudos, por abrir faculdades, por tirar o país do mapa da fome. Diminuir a desigualdade. Criar o premiadíssimo programa “Bolsa Família”. Incentivar as indústrias. Pelo descobrimento do pré-sal. Por praticamente zerar o desemprego. Por valorizar o salário mínimo. Por combater a corrupção.  É kafkaniano, sem dúvida.

Claro que a mídia iria deitar e rolar em cima desse ato do asilo. Os crápulas iriam chama-lo de tudo quanto é nome. No fundo talvez seja isso que a Globo e canalhas desejem. O fugitivo. Seria uma espécie de renúncia, tantas vezes pedido e tantas vezes negado pela Dilma. Mas se fosse preso, não aconteceria o mesmo? Claro que sim, só que com a raiva aplacada a bandidagem usaria palavras rebuscadas e “classemediana” aceitas. Mas a podridão escondida continuaria fedendo.

O Lula não merece ter este fim injusto e melancólico.

A nossa luta tem que deixar claro que não ficaremos parados feito gado.

Vamos sair do  “face”, dos cartazes e praticar o que falamos e escrevemos. Sem coragem, determinação e audácia não chegaremos ao lugar desejado. E sim, no lugar indicado, pelos velhacos e golpistas.

Anúncios

Descalabros da semana de 30 de abril de 2017.

Prefeitura – O “prefake” João Dória Jr. recebe flores de um cilcista e joga no chão. A ciclista fez uma homenagem às pessoas que perderam a vida nas marginais após o aumento da velocidade.

João, ô joão! que coisa feia! Esse seu gesto mostra apenas o seu lado fascista. Porque não aceitar e argumentar ou rever as atitudes? Você sujou a cidade que ajudou a varrer, lembra-se?

O fascismo tem este lado bem sombriu. Não aceita o contraditório. Reprime quem não pensa igual a ele.

 

Banco Central – Gustavo Franco, ex-presidente do BC, falou: “nenhuma boquinha terminou no Brasil sem uma certa dose de esperneio e gás lacrimogêneo”.

Expressão da classe dominante com viés escravocrata: já parte do pressuposto de que sem apanhar nada se resolve no Brasil.

Agora usando deste mesmo argumento tosco concluímos que Gustavo mantém sua boquinha, pois nunca vi espernear nem aspirar gás lacrimogêneo, certo?

Energúmeno!

 

República de Curitiba – O juíz (sic) Sérgio “Banestado” Moro mandou, ordenou ao Lula que devolvesse aos “cofres públicos” 26 itens de acervo presidencial.

O acervo são presentes que presidentes ganham, trocam durante o mandato. E ficam sobre suas responsabilidades a manutenção e a guarda.

Moro ordenou, então para o juíz Luis Inácio Lula da SIva já é um ladrão. Logicamente, senão vivessemos numa ditadura, o Moro teria que ser imediatamente afastado ou se afastar da operação Lava Jato, mas… Esta arbitrariedade foi notícia nos telejornais golpistas. Para os midiotas, soou como música aos ouvidos.

Fora Moro!

 

República de Curitiba – O árbitro Sérgio “Banestado” Moro adiou o depoimento do Lula para o próximo dia 10 de maio.

Medrô!

E fica um empurra-empurra de covardes. A PF que pediu o adiamento, questão de segurança, disse o homem de preto. Foi apenas uma sugestão, quem manda no tribunal é ele, desconversa a PF.

Não adianta fujir, protelar o inevitável encontro entre o nada e o ex-metalúrgico. Moro, quer ser político, aparecer? Então aguente as consequências!

 

Congresso– A policia invade o congresso, quebra vidros e ninguém é preso. E a categoria consegue ser excluída do desmonte da previdência. Enquanto isso… os índios em protestos recebem bombas e porrada na cara e não invadem casa do povo.

Agora a rapaziada da polícia pode tranquilamente descer a borrachada nos outros manifestantes.

E os índios? não conseguiram nada. E estão sendo massacrados por bandidos, jagunços e milícias.

Ditadura é assim! Prevalece a lei do mais forte.

 

Greve Geral – No dia 28 de abril de 2017 tivemos a maior paralisação de classe trabalhadora. 35 milhões de brasileiros aderiram. Mnaifestantes pedindo fim do governo golpista de Michel Temer. Fim do desmonte da previdência. Pelas garantias trabalhistas. Contra a terceirização.

A mídia, A Globo, só deu notícia depois de pressionada e apenas mostrou gente fechando rodovias, colocando fogo em pneus. Confronto entre polícia e manifestantes.

Ou seja, para mídia e para o governo golpista não passamos de vândalos e vagabundos.

É isso aí! A Globo é uma emissora porca, golpista e manipuladora.

Ou acabamos com a Globo ou a Globo acaba com a democracia e implanta a Globocracia.

 

Modernizar, para os golpistas, é retirar direitos da população.

Por que toda vez que os golpistas falam em “modernizar “algo dá aquela sensação de que “vamos nos fuder”?
Bom, primeiro porque é verdade. Vamos nos fuder.
E segundo porque a visão vem de cima pra baixo.
Os golpistas encaram a CLT como um obstáculo que impede os investimentos. Pelo menos é esse discurso que usam.
Então, se acabarem com nossos direitos, cortarem os salários consequentemente os empresários dimminuem os seus custo e aumentam o seus ganhos.
Podem então, ao invés de comprar aquele sonhado iate, avião, carro ou mansão investir na empresa.
E mais uma moleza: como seus ganhos acrescentados à custa do suor dos outros eles não precisaram brigar pelo mercado, não necessitaram investir em inovações ou aprimoramentos de seus produtos.
Por algum tempo será o melhor do mundo para os banqueiros, grandes empresários, rentistas e financistas.
Mas a miséria também tem suas armas.
O consumo cai, a pobreza aumenta, a inadimplência. Empresas fecham, a revolta aumenta.
Então, o pessoal especialista se reúne e decreta: O Brasil não cresce porque o trabalhador tem direitos demais.
E o ciclo recomeça.
É o estado máximo para eles, e o mínimo pra nós.
Se aceitarmos as imposições neoliberais um dia chegaremos ao paraíso de uma sociedade escravocrata.Os negros podem, inclusive, falar de como era bom esses áureos tempos.
Por que esse pessoal não “moderniza” as relações com os bancos e grandes financistas?
É só nas nossas costas que o chicote bate?
Porque eles tiram o governo. Dão golpe. Mentem, mentem e mentem.
Vamos reverte esse quadro.
Gritar não, não e não!
Não nos ouvem, é óbvio. São golpistas. Não estão lá por vontade popular.
O ouvidos dos canalha não fica na cabeça e sim no bolso.
Façam os energúmenos perder dinheiro e o “bichinhos” estrebucham igual a porcos prontos pra degola.
Greve, greve e mais greve! Derrotar o golpe! Prender os golpistas.
E vão modernizar a PQP!
Lula, finalmente falou: Dilma tem que voltar!
É o caminho,a verdade e a vida!

Vamos descomemorar! 17 de abril de 2016. Um ano do golpe de estado. Uma ano de infâmia.

Dia 17 de abril de 2016 não será conhecido apenas com a data do golpe de estado mas também com o dia da infâmia.

Infâmia porque decorrido 1 ano da palhaçada proporcionada pela câmara dos deputados fica claro quem é quem nesta história toda.

Sabemos que a presidenta Dilma é uma pessoa extremamente honesta, justa e zelosa pelas coisas públicas.

Que, mesmo após meses de tortura psicológica a que foram submetidos os “delatores” pelo indigno juiz Sérgio Moro, ninguém, repito ninguém, ousou acusa-la de algo ilícito. Só citações.

Que combateu a corrupção com coragem.

Que não se curvou às chantagens de Eduardo Cunha e Michel Temer.

Que ela e a presidenta da Petrobrás Graça Foster estancaram a roubalheira na empresa.

Que deu todo o suporte disponível à PF nas investigações.

Que não censurou a imprensa.

Que não interferiu no MPF e na escolha do PGR.

Que nunca desceu ao nível de seus detratores.

Essa é a Dilma Rousseff.

Aí restou aos canalhas difamá-la. Geralmente é o que fazem os covardes diante de alguém com essa postura de vida.

Tentaram desconstruir sua imagem. Humilhá-la de todos os modos. Foi chamada de vaca, puta, gerentona, safada, incompetente, analfabeta, burra e etc. Adesivos e piadinhas correram soltas.

Mas, mesmo diante desse quadro, esta magnífica mulher não esmoreceu e lutou – e continua lutando – para recuperar, além de sua imagem, o que a maioria dos brasileiros lhe concedeu: a legitimidade para governar.

Pelo outro lado temos os golpistas.

Pessoas despossuídas de caráter, ou de um quê de responsabilidade com a nação. Psicopatas com interesses escusos.

Formaram a quadrilha: a mídia, os procuradores, o PGR, o judiciário, a PF, a OAB, os deputados federais, os senadores, os governadores, os partidos políticos, as igrejas, FIESP e empresários.

A mídia mentiu, manipulou, amplificou e fabricou factoides. Criou, semeou e espalhou o ódio contra a presidenta, contra o PT e contra os políticos de um modo geral. Incentivou as manifestações fascistas.

O PGR Janot, os procuradores (capitaneado pelo procurador com nome de xarope) e os delegados não encontraram indícios ou provas contra Dilma ou contra o Lula. Aí apelaram para suas convicções e seus PowerPoints.

O congresso, que aprovou o impeachment fraudulento, de cada 10 parlamentares, 7 estão envolvidos em corrupção, segundo o JB.

O judiciário, espetacularizado pelo Moro, vaza seletivamente, prende sem prova, tortura o sujeito até o cara delatar. E não pode ser qualquer delação. Tem que ser contra a Dilma ou o Lula. Se for tucano… não vem ao caso.

A OAB apoiou o golpe de estado. Agora fala em convocar uma nova constituinte. Hipócritas! O que restou de nossa constituição cidadã tem que ser preservada. E não mais vilipendiada. A organização de advogados deveria lutar pelo estado de direito. É sua obrigação. Mas não! Quer é por um fim em tudo.

Os partidos políticos e os governadores que aí estão só tem razão de ser por causa da democracia. E o que fazem? se unem desavergonhadamente para acabar com a democracia.

A FIESP financia manifestantes e grupelhos fascistas para dar caráter popular ao golpe. Não olham o próprio rabo. Dentro da federação há corruptos e corruptores.

Odebrecht e Globo se juntam para dar o golpe.

Odebrecht disponibiliza 50 milhões de reais ao então presidente da câmara dos deputados Eduardo Cunha. Motivo: subornar os parlamentares para aprovarem o impeachment.

Eis o que sabemos até o momento.

Comparem quem é Dilma e quem são os golpistas. Quanta diferença, não é mesmo?

Sem sombra de dúvidas, essas pessoas envolvidas neste ato vil do golpismo podem ser chamadas tranquilamente de bandidos. Criminosos da pior espécie que há.

Vamos descomemorar esse dia. E aqueles que pedem diretas, nova constituição, diálogos com golpistas estão erradas.

Temos uma cidadã honesta. Já legitimada pelas eleições de 2014 dando sopa.

Querem voltar a estabilizar o país antes que seja tarde demais? Pois eis a solução: STF anule o golpe. Reconduza Dilma Vana Rousseff ao cargo de presidenta. É o certo a ser feito.

A presidenta foi impedida de continuar a governar o país por corruptos, ladrões, escroques, espiões, entreguistas e hipócritas. Nenhum desses personagens têm moral para depor quem quer que seja, ainda mais a presidenta.

Está nas mãos do STF o futuro do país.

Ou será que teremos que adicionar mais um membro ao bando de golpistas?


					

Lula e Dilma sabiam de tudo! E nada fizeram contra a Globo e os conspiradores.

Lula e Dilma sabiam de tudo! E nada fizeram contra a Globo e os conspiradores. Deixaram o golpismo correr solto.

Essa é a única conclusão a que podemos chegar depois de ouvir mais uma delação premiada. A do Odebrecht.

Se não vejamos!

Por que um cara sabendo das falcatruas de Lula e DIlma, se sujeitou a ficar 2 anos trancafiado para só então falar? Por que não delatou nos prmeiros 6 meses, ou 8 meses ou um ano?

O pai dele, o Emílio, chegou a implorar ao ex-presidente FHC que interferisse junto ao juiz imparcial de Curitiba. Para vocês terem uma noção da gravidade da situação do presidente da construtora.

O Fernando “Brasif” Henrique não só não ajudou como deu um chega pra lá no velho empresário. Foi a partir deste instante que ficha do patriarca caiu. Ou Marcelo falava o que Moro e seus procuradores queriam ouvir ou seu filho iria apodrecer nas masmorras de juíz de primeira instância.

Todo seu poder e dinheiro eram inúteis diante da comoção do povo da Globo.

E, então, restou ao pai pedir: minta, aumente, tergiverse mas inclua Lula e Dilma, senão… é perpétua.

Aí depois desse período, já tendo a carne devidamente amaciada, delatou: sim eu dei 13 milhões de reais em cash. Dinheiro vivo. São 130 mil notas de cem reais. Por que 13? AH! é número do PT.

Depois, na mesma delação subiu para 35 e agora chegou aos 40 milhões.

Para um cara que resolveu abrir um departamento e contabilizar a propina não ter o número exato de bate-pronto é no mínimo estranho, não acham?

E o Marcelo falando é de uma confusão mental e de um constrangimento digno de quem não sabe mentir.

Chega, em certo momento, a inocentar a Dilma, quando afirma que ela estava desconfiada que ele roubava.

Não dá para levar a sério, certo?

E que fato novo ele contou? Dedou FHC, Aécio, Serra, Temer, Jucá et caterva.

Oras Bolas! Desde que a Lava Jato é a Lava Jato esta turma é denunciada. Com raras exceções.

E o que o “Banestado” Moro faz? Ignora. “Não vem ao caso”. E a Globo esconde.

Por isso reafirmo Lula e Dilma sabiam de tudo e nada fizeram para impedir o Golpe de Estado.

Não democratizaram a mídia. Não investigaram os conspiradores. Confiaram em corruptos contumazes.

Esse é o crime e a culpa dos dois.

E nós, povo, pagamos pelo tal de governo de conciliação.

Agora só nos resta lutar pela anulação do impeachment, custe o que custar!

Dia 8 de Março. Dia de Luta das mulheres!

O dia 8 de março é o símbolo das lutas das mulheres.

É o dia em que ganhamos visibilidade. É o dia de gritar. De cantar por justiça. Por igualdade.

De bradar: basta de violência.

Chega de constrangimento, chega de abuso moral. Chega de abuso sexual.

O corpo é meu. Os desejos são meus. Só eu sei a dor e a delícia de ser quem eu sou.

Não venha a sociedade machista dizer para que eu sirvo. Como me vestir, como me sentar, como me comportar. E qual o meu lugar.

Pois meu lugar é onde eu disser que é o meu lugar.

Não venham misóginos, com seu ódio fedorento me agredir, me xingar. Comigo não! Aqui tem luta! Não tem descanso. Aqui é Maria da Penha!

Não venham sexistas com suas piadinhas escrotas. Com seus hálitos podres me chamar de burra, de vaca, de vagabunda, de vadia, de macaca, de puta. Aqui vão encontrar resposta! Covardes! Serão execrados por todas nós.

Hoje é dia de denúncia.

Gritem Marias, Antonias, Joanas, Carmens, Elianas, Cristinas, Amélias, Engrácias, Rosas: somos vítimas de violência. Seja no lar, no trabalho, na rua, na igreja, no clube e na política.

Não deixem passar em brancas nuvens.

Canalhas não descansam, então não devemos descansar.

Os ordinários não respeitam ninguém! Não respeitaram nem a primeira mulher eleita presidenta, Dilma Vana Rousseff!

Os pulhas colocaram todo seu arsenal machista, misógino, racial, homofóbico contra uma pessoa. Ensinaram a sociedade a odiar. Os psicopatas precisavam do nosso ódio para dar o golpe de estado.

Dilma se tornou um nome proscrito pelos patifes. Como se fosse uma doença contagiosa.

Se o dia 8 de março é um símbolo mundial de lutas. Dilma é o símbolo brasileiro de coragem, de firmeza e de generosidade. Mesmo abandonada, continua guerreira. Mesma colocada no ostracismo, continua sua batalha.

Derrotar a discriminação é Dilma voltar à presedência.

Somos relegadas ao segundo plano por esta sociedade patriarcal. Mas vamos lutar sempre, até termos respeito.

 

É mais fácil um camelo passar por um buraco de agulha do que a proposta de “Diretas, Já!” sair vitoriosa.

movimento-diretas-jaAs diretas não estão previstas na constituição federal. Logo os congressista teriam que aprovar essa emenda.

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) pode ser apresentada pelo presidente da República, por um terço dos deputados federais ou dos senadores ou por mais da metade das assembleias legislativas, desde que cada uma delas se manifeste pela maioria relativa de seus componentes. Não podem ser apresentadas PECs para suprimir as chamadas cláusulas pétreas da Constituição (forma federativa de Estado; voto direto, secreto, universal e periódico; separação dos poderes e direitos e garantias individuais). A PEC é discutida e votada em dois turnos, em cada Casa do Congresso, e será aprovada se obtiver, na Câmara e no Senado, três quintos dos votos dos deputados (308) e dos senadores (49)”. extraído do site do senado.

Complicado até em criar o projeto, não é mesmo?

E ainda por cima temos um congresso totalmente esbulhado.

Um parlamento composto por corruptos, reacionários, direitistas, fascistas, escravagistas, misóginos, homofóbicos, racistas, antidemocráticos e canalha. Só aí se encaixam uns 400 elementos. Número suficiente de energúmenos para barrar qualquer emenda que os prejudique, entre elas a das DIretas.

E mais, foi essa gentalha que aprovou o impeachment mandrake.

E mesmo que o povo (qual parcela do povo?) saia às ruas com essa bandeira, não vai fazer nem cócegas nos golpistas. Sabe por que? Porque eles são golpistas!

Os golpistas tiraram o povo do poder.

Se em 1984, com a emenda Dante de Oliveira, não conseguimos emplacar as diretas por que conseguiríamos agora?

Os tempos são outros, diriam. E eu digo: não são! E em tempo histórico não é nada.

Não evoluímos!

De 1985 à 2002 fomos governados por gente que não se preocupava em melhorar as condições do povo brasileiro. As injustiças só aumentaram e o desenvolvimento foi pífio. O ensino, a saúde precarizados.

As escolas não sofreram mudanças profundas que permitisse o aumento do número de pessoas com mais poder de reflexão.

E a AMAM, IME, ITA, AFA e EN continuam com a mesma doutrina americanizada. Então o que mudou? Eu, você? Assim não dá!

A esquerda não deve estar levando essa luta pelas Diretas a sério. Não é possível!

Ou é muita ingenuidade ou tem algo por trás que nós, simples mortais, não sabemos.

Se for isso, é muita covardia! E de covardes estou de saco-cheio!

Talvez aglutinar a esquerda em uma frente ampla e tirar um candidato para vencer em 2018. Será?

Não quero ser só pessimista porém… em 2018 se os golpistas perceberem que podem ser derrotados nas urnas essa eleição não vai acontecer.

Por que? Porque os canalhas deram um golpe de estado! Retiraram do poder a esquerda para implantar medidas que vão contra os direitos e conquistas trabalhistas e sociais!

Quem pede “Volta DIlma!” é mais realista do que quem pede “Diretas, Já!”.

Ser pelas “DIretas, Já” é concordar com a patifaria. O povo não sairá vitorioso. Quem ele tinha escolhido, DIlma Vana Rousseff, foi enxotada do panalto. A moral continuará baixa.

Agora, se a Dilma voltar o povo resgatará a auto-estima e a dignidade . A farsa do golpe ruirá.

Perante o mundo seremos enaltecidos e respeitados.

Temos muito a ganhar e pouco a perder!

Vamos à luta! Escolham as armas! Volta Dilma!