Solução à la camelô: baixar em 50% os juros estratosféricos do cartão de crédito.

nao-use-cartao-de-creditoParece história de camêlo, mas não é.

Uma das medidas idiotas do Temer para estimular a economia é reduzir pela metade os juros do cartão de crédito.

Passa de 450 % para 250 %, aproximadamente.

Nossa, que bom! Os juros não serão mais chamados de abusivos, apenas de absurdos.

Não soa estranho, corte de 50%? É muita coisa!

Como o mister golpista conseguiu esta proeza junto as operadoras?

Como se deu as negociações?

Será que os banqueiros abriram mão de seus enormes lucros?

Resolveram não pensar tanto em dinheiro, mas sim em ajudar o país, o povo?

Ou foi o charme do traíra? Seu poder de convencimento? Suas vampirescas mãos?

Façam suas apostas.

Eu, por mim, tenho lá os meus palpites.

E meu palpite tem a ver com certos camelôs…

Difícil quem já não passou por uma situação dessas.

Semáforo fechou.

O cara que vende bugigangas chega pra você e diz: e aí dotô, vai um par de óculos por apenas 35 contos?

Não, não estou interessado.

Mas dotô, é de primeira. Olha, pro senhor faço por 25.

Não, não quero.

Vamos fazer o seguinte: 15, e não se fala mais nisso!

O sinaleiro ameaça abrir. O ambulante desesperado, 10! Dez reais e negócio fechado.

As vezes compra, outras vezes não.

Mas o que chama atenção no fato é que um produto que no início valia 35, o vendedor acabou baixando para 10. E evidentemente ainda está tendo lucro. E olha que nós nem pedimos descontos.

Imagine agora se a gente se interessasse pelos óculos. Negociando, chegaria a 25. E sairíamos satisfeito. Crente que fizemos um bom negócio.

Mas não fizemos, pois vender algo que vale no máximo 10 por 35 é  chamar a gente de otário, não é mesmo?

Foi exatamente assim que me senti quando li a notícia sobre o cartão de crédito. Um otário.

Corte de 50 %!!!. Como assim? De uma hora para outra, sem mais, nem menos?

E as operadoras aceitaram de bate-pronto? Sem reclamar?

O governo liberal golpista está interferindo no deus mercado? Não pode ser.

Estamos pagando 450 quando poderia ser 250, ou menos até? 

Banqueiros gananciosos inescrupulosos.

Desde quando as operadoras de cartão estão nos chamando de otários?

O Brasil virou uma zona desde a usurpação.

Esqueçam os cálculos dos economistas especialistas com seus Power Point. Suas planilhas. Estamos sendo roubados na cara dura. Vigarice das grossas.

O MPF, a PF o congresso deveriam abrir investigações. É crime contra a economia popular.

Ah, que saudades dos velhos agiotas das esquinas!

 

 

Anúncios

Sobre o Lula: E como fica o povo vendo esses ataques que não são motivados por uma exigência de ética, e sim pelo desejo de voltar ao poder?

Do site do Jornal do Brasil

O silêncio

“Depois da longa e abrangente fala do ex-presidente Lula, na quarta-feira (20), ninguém se manifestou contra ele. O que parece é que os ataques não são motivados porque ele merece ser acusado, mas sim para tentar impedir sua possível futura candidatura.

É isso?

Por que não há nenhuma grande liderança falando onde estão os crismes dele? Ou onde estão os crimes do filho? 

Ora, com todo o respeito…

No plano econômico, todos criticavam o governo pelo aumento da taxa de juros. Hoje, criticam porque não houve aumento na taxa de juros. Num primeiro momento, todos os patronos dos que estão contra o poder atacavam o poder porque a taxa de juros subia. Agora, atacam o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, por não ter aumentado a taxa.

Onde está a oposição? É oposição ou segmento raivoso por não estar no poder? 

ex-presidente-lula-deu-longa-entrevista-na-quarta-feira

No plano político, diziam que todos os delatados deveriam perder o poder e serem presos. E agora que aparecem novos nomes delatados, o que acham? Não defendem mais esta posição?

E, mais uma vez, como fica o povo assistindo a tudo isso?

Quem paga essa campanha contra o Brasil não são os empreiteiros e nem os corruptos. Quem paga é o povo desempregado.

Há um ditado que diz que não existe canto quando não há plateia. Só canta quem sabe que vai ser ouvido. Se achacam é porque foi o achacado que permitiu a existência do corruptor.

O que querem fazer com o país que sinaliza que pode ter 10 milhões de desempregados, fora a massa jovem, menor de 20 anos, que nunca teve emprego?

O que pode acontecer com um país que não tem 40 milhões de habitantes, e sim cinco vezes mais? É importante frisar que os desempregados arrastam com eles de um a quatro dependentes, que representa uma Espanha inteira de pessoas sem perspectivas. 

Por que jogam contra o país? É porque já estão morando no exterior, com o produto do que roubaram do povo sofrido?”